sábado, 31 de janeiro de 2015

Padrão

Cada um define-se como quer e como actua. A personalidade de uma pessoa é única e dentro da singularidade de cada ser, este, pode decidir a forma de agir e a forma de estar. O julgamento é vazio quando não está tipificado na lei. 
"Os cães ladram e a caravana passa"
Quem tem a vida preenchida, não tem tempo nem disponibilidade para ver ou estar atento à vida dos outros. Quando a vida está vazia, existe necessidade de criticar porque emerge talvez o vazio de não ter oportunidade de estar naquele "lugar".
Vive apenas a tua, porque não tens tempo para viver a dos outros ! 
E isto passa tão rápido...

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Bicho de mato.

Sou um lobo solitário... sem medo da vida, sem medo das pessoas, sem medo de chorar e sem medo de lutar.


...ahhhh e ficou por dizer que daqui a uns anos também já não tenho medo de morrer.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Desconto há 15 anos !!!

Comprovo que quem trabalha no que gosta, veste a camisola e faz a gestão do seu trabalho como se fosse a sua própria casa - é sempre reconhecido !

Estou na minha segunda experiência profissional e uma vez mais o meu trabalho foi reconhecido.
No primeiro serviço saí por minha opção e lá estive sete anos. Aprendi naquela empresa a trabalhar genuinamente.  O padrão de máxima: "se a empresa ganhar, eu, mais tarde ou mais cedo vou ganhar também"

A reter: 
-Os bons profissionais mais tarde ou mais cedo acabam por ser reconhecidos;
- Sou genuinamente frontal e faço as colisões directamente;
- Nunca dei sorrisos vazios às chefias (vulgo engraxar);
- Sou exigente comigo e com quem trabalha comigo - Confirmo que sim ! As empresas só conseguem pagar ordenados com gente eficaz a trabalhar.

Tive sorte ? Como alguém já disse algures - é preciso saber encontrar a sorte - mesmo que ela esteja num grande areal de praia. Felizmente cresci a correr muita horas no areal de praia. Quem sabe um dos motivos para eu ter tanta força...


Antes a razão, era de saber aproveitar a vida, e, perceber que só por via do trabalho eu iria conseguir vencer o "jogo."
Hoje, são as minhas filhas a dar incentivo para trabalhar bem e no duro.
Retribuição adicional: saber que no regresso a casa tenho os sorrisos mais puros e lindos do mundo.

Obrigado filhas ! O Pai foi hoje reconhecido mais uma vez no trabalho !

V.F.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Cagadelas do requinte-

Ontem um dos meu melhores amigos de infância - ligou - conversa trivial dos descendentes, blá blá blá:

-Opahhh eu agora pouco vou à terrinha, mas temos de combinar uma jantarada à moda antiga e tentar juntar o gang todo.
- No outro dia vi o X, veio atrás de meu carro com um BMW topo de gama novinho, perguntei se a vida corria bem. Ele diz que comprou aquele carro com muito esforço.
- Opahhhh Y, esse desde os nossos tempos já vivia à conta dos pais ricos, e, olha, tenho quase a certeza que ele foi atrás de ti, não para ver-te, mas para mostrar o carro. Mas porra, ainda na última vez que o vi tinha um Mercedes de topo.
-Ohhh aquele sempre foi menino dos papás que estão carregados de graveto.
- Eu sei, e, ele sempre fez questão de ostentar essas merdinhas desde a infância, começava logo nas motos.
- Ya, eu caguei nele, disse que estava com pressa.
- Se essa abordagem fosse comigo, e ao dizer que comprou o carro com esforço, dizia-lhe logo para ele fingir que tinha vontade de cagar e ir andando - mas também - tenho a certeza que ele a mim não faria esse tipo de abordagem... sabia logo que levava alguma para ir pensando no resto da viagem no BMW.


Existem coisas que não mudam...

domingo, 25 de janeiro de 2015

A vida é isto.

Desligo tudo, centro atenção total nas miúdas e questiono: como é possível ter estas duas criaturas lindas ?
R:Já valeu a pena eu ter nascido...

Acontece...

A razão ?
Sei lá eu !!!

sábado, 24 de janeiro de 2015

Na saúde e na doença.

Constatação do dia: Confirmar que as mulheres são um ser superior quando estão na cama doentes.
- o chichi herdeira mais nova encheu a fralda durante a noite, passou para a roupa e tens consequentemente a logística do processo;
- cozinha tinha a bancada com loiça suja do dia anterior;
- colocar no estendal a roupa já lavada, ir ao cesto roupa suja e colocar uma "nova máquina" a lavar;
- pequenos almoços, o da patroa na cama de tabuleiro com brufen e termómetro auricular, assinalando 38,7 e 38,2;
- poder de mulher: levantar-se para coordenar o almoço.

Estou a perceber e a valorizar o que é um fim-de-semana, quando vou sozinho à minha terrinha...

Farmácia desta semana nem sai da cozinha:

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Fora do Seminário

Os princípios são ditames que proclamam nas religiões.No entanto, nenhuma acerta no que é, ou deve ser a vida.
 A vida somos nós próprios, e a forma como a vivemos só a nós e, apenas a cada um diz respeito.
Amém.


quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Perfume de mulher ?!?

Homem a usar perfumes de mulher. Estranho ? não ! Gosto do cheiro, porque não ser eu mesmo a usar o perfume ? Está tipificado e projectado ser usado por mulheres ? Ok...mas eu gosto de usar estes dois perfumes também. Porque não ?

                                                                 Salvador Dali




segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Valorizar o emprego.

-Mas tu vais receber alguma taça por ires à formação doente?
- tens razão, no entanto além de eventualmente ser uma formação interessante, olho para o lado e vejo milhares de pessoas desempregadas...

domingo, 18 de janeiro de 2015

"Há mar e mar, há ir e voltar."

Num dia de verão podemos usufruir do sol, do mar, da companhia e até do areal.
Num dia de chuva e frio - surge o improviso, o acordar para despertar sentidos que estão junto a nós.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Medo ?

Padrões da normalidade. Quem os define ? O Medo ?

O que está em causa é a própria liberdade de libertação do declarante que fica afectada.Consiste na intervenção, no processo de formação da vontade de um factor (que é uma precisão), faz com que o declarante queira algo que de outro modo não queria...

Não há uma exclusão da vontade, mas há uma vontade formada de modo viciado. Pisando o sentido jurídico do termo, pode-se dizer que quem age condicionado por medo, quer ter aquela conduta que adoptou, mas que essa pessoa não queria esse tipo de conduta se não fosse o receio de que contra o declarante viesse a surgir um mal se ele não agisse daquela maneira.

Esta construção baseada na consequência do medo é menos nítida que no erro, porque há situações em que não se pode excluir que com essa situação de medo, não estar também uma certa reserva mental.

No medo, há sempre a previsão de um dano que provém da consequência de um mal. Como consequência, a sua vontade está viciada, porque ele não agiu livremente, mas dominado por aquela previsão de dano. Este medo não é uma emoção psicológica, mas verifica-se o medo quando a pessoa pondera o risco da ameaça do mal.

O medo consiste na previsão de danos emergentes de um mal que impede sobre o autor por virtude da qual ele emite certa atitude que noutras circunstâncias não queria e as  causas, podem advir de uma situação criada por acto humano ou até com pela própria força da natureza que cada um tem dentro de si mesmo.

Viver na fronteira é complicado. Mas a única forma que conheço e para a qual fui educado.
 

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Por mim está bem...

As mulheres têm várias aptidões. 
Entre elas, a de sonhar, encomendar e aplicar:

Está giro ?
- se estás feliz, eu também !

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Anjo do acaso.

<< É saber que independentemente de tudo, das circunstâncias da vida, dos nossos defeitos, há sempre alguém que nos aceita, respeita e apoia. É saber que temos alguém com quem podemos ser nós próprios e falar de tudo, porque se confia nessa pessoa.>>

Alguém especial.

domingo, 11 de janeiro de 2015

Pessoal & Transmissível

Quando não temos capacidade para destrinçar a água do vinho, perdemos a noção do espaço envolvente.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Cliente tem sempre razão ?

NÃO !

Falta de respeito a uma funcionária da minha alçada, sem a mínima fundamentação plausível - razão para eu saber o que se passou porque acusou ela de falta de respeito.

Fui ao local. Perante um movimento "esquisito" fiz questão de ficar próximo do indivíduo ao mesmo nível dos olhos em que solta nos meus olhos a frase de que não tem medo de mim...
" e eu dou a garantia ao senhor que também não tenho medo de si. Se quiser estou disponível para ir ao exterior clarificar TODAS as situações."

Virou costas e foi embora.
  Ohhhh era um bom dia para aliviar stress de final da semana. :P

 

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Para pai e filha.

Da filha foi agora para adormecer, do pai foram 2 capítulos.
Gosto.

Gelo com escuridão = Perfeição

Chegar a casa pelas 18h, vestir o equipamento térmico e colocar-me a caminho.
Fiz 10/15km de corrida, estavam -2º (dois graus negativos).
Andei por um caminho, onde apenas as estrelas iluminavam com auxílio das  bandas de estrada que ajudavam a sinalizar caminho evitando entrar pela mata. Cerca de 3 carros passaram por mim e foi a única luz artificial que vislumbrei enquanto corria. O céu estava limpo, e nem a lua estava por lá, apenas eu, as estrelas e o local da natureza onde eu corria.


Gostei daquela solidão, da companhia de 2/3 lembres que senti atravessarem-se à minha frente.
Vou repetir a corrida naquele local e se a lua não estiver presente - melhor. Aquela escuridão era bastante atractiva, ajudou em ter a certeza de que sou uma mera formiga que anda por aqui neste mundo.
Um ser insignificante !


quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Jogo de cintura

Faço questão de ser vertical, blá blá blá, com uma postura de ser/estar sempre conforme o ditame do eu.
Mas não sou uma ilha, como posso eu não ter jogo de cintura e dançar as músicas que sou obrigado a dançar ?

Exemplo: Em cada época do ano, o meu corpo suplica por adaptar o manípulo da água quando estou a tomar o banho matinal. Sou eu que tenho de adaptar-me às condições climatéricas da época, tal como a escolha de roupa para vestir.
Aqui, ainda vai mais além da minha vaidade, pela imagem de apresentação no local de trabalho, imposição não formal do exterior e no entanto uma imposição.
Constato que nem tudo está no meu gosto. Hoje, viria de gorro, de sweatshirt com capuz, calças de ganga de modelo descontraído e um casaco informal. Sim, eu podia vir trabalhar assim, mas a sociedade impõe proforma que estão implementadas.

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

MJPR

"Quando pensas saber muito, estás apenas a camuflar a tua ignorância."


Espelhos uns nos outros.

Temática no café:
Casa dos Segredos.
Blá blá blá... Mas quem me manda a mim vir para aqui saber estas coisas...

O certo é que aquilo continua com umas audiências para além do normal.
As pessoas gostam daqueles assuntos. Como diz o Psic. Quintino Aires, «as pessoas identificam-se com aquele tipo de programa porque reflecte no espelho a forma como elas próprias gostariam de ser/estar/são, mas vivem aprisionadas pelos preconceitos. No entanto ali espelham o normal da vida e cirurgicamente aqueles concorrentes não foram escolhidos à toa.»

Lembrei-me da Mónica Lewinsky, será que nos EUA o modelo deste programa já existe há muito tempo ?   :))

 
  (Mónica Lewinsky)                                          

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Convívio de Traineira.

Sou orgulhoso, da cidade onde eu nasci
Não há outra igual a ela 
Entre as muitas que eu já vi
Sei muito bem, que Lisboa é a capital
Mas Lisboa só por si, não é todo o Portugal

Sou orgulhoso, cá da minha região
Ou não tivesse eu nascido 
No Bairro Dias Ferrão
Setúbal linda, és a minha inspiração
E o que eu vejo do meu bairro 
Vou dizer nesta canção

Vejo da minha janela 
O castelo de Palmela
A quinta de São de Romão
Vejo o bairro do Liceu 
E quase a bater no céu
Telhados de Montalvão

Vejo o farol da Azeda, 
Brancanes a Reboreda
Vejo o Estádio do Bonfim
Vejo a torre do Outão, 
A ponta do Camalhão
Vejo o Rio Azul no fim

Sou orgulhoso, da cidade onde eu nasci
Não há outra igual a ela 
Entre as muitas que eu já vi
Sei muito bem, que Lisboa é a capital
Mas Lisboa só por si, não é todo o Portugal

Também temos cá varinas 
Brancas salinas
E coisas mais
O peixe a saltar vivinho
Temos bom vinho
Bons laranjais
                                            Mário Regalado 
 
 
 
 Saudades daqueles fins de semana, em que um dos meus Tios levava a traineira para irmos passear em lazer, estacionar, acender o fogareiro e colocar peixe ao lume que tinha apanhado na faina do dia anterior.

Num estacionamentos perto da praia, vi um fundo límpido com aquela areia branca que só naquele local existe e uma água atractiva num dia de calor.
Perante aquele cenário, e, convicto em saltar para o mar, avancei pensando que chegava com os pés à areia. Errei, e foi um dos maiores sustos que me lembro ter tido. Devia ter uns 5/6 anos.
Aquilo eram verdadeiros e puros convívios- velhos tempos em que eu era um ser social. :P

domingo, 4 de janeiro de 2015

Não são nossos - são teus.

- Era necessário estares com disposição de frete o jantar todo ?
- Esqueci-me de colocar maquilhagem hoje.
- As pessoas vêm cá a casa e devem ficar com uma imagem muito boa de ti.
- Uiiii já nem vou dormir hoje...
- Tu sabes que estás errado, mas fazes questão de manter essa postura de porcaria.
- Opahhhhh eu não sou obrigado a gostar de pessoas que não vou à bola, o convite foi teu, estou marimbar-me para a imagem que eles levam de mim.
- Pois, tu estás certo e o mundo errado.

Silêncio

- Vou deitar a mais velha e fazer meditação. Dorme bem.

sábado, 3 de janeiro de 2015

Convívio?!?!

Prefiro estar a brincar com as miúdas e os pinypons !
Única coisa que estava boa era a torta...

(Ainda ficam cá muito tempo ?!? Está quase a começar o Mar Salgado ! )



quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Começou bem o ano !!!

1º Pelas 7h já havia 3 gajas na minha cama !!!
Ainda bem que a escolha recaiu na compra de uma cama XXL.

2º uma mensagem com conteúdo para todo o ano do guru Gandhi e ofertada por alguém que em tão pouco tempo, e sem investimentos no país já tem um visto gold. "Para o primeiro dia do ano, nada melhor do que este ensinamento:" "Quando a alma está feliz, a prosperidade cresce, a saúde melhora, as amizades aumentam, enfim, o mundo fica de bem consigo! O mundo exterior reflete o universo interior"

3º  Caminhada matinal na melhor companhia. (enquanto alguém preparava o almoço...)