quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Upgrade capilar.

Graças à minha devoção que ainda não sei onde está, a idade veio mudar somente a cor.
O volume voltou e a careca foi embora. Ohhh iééééeééééé´.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Kármico



Às vezes penso que não ando bem, que estou a ficar senil e coiso e tal, mas depois recebo ar fresco e percebo que afinal não estou assim tão mal como projecto a cena.

Não falava com este meu amigo há cerca de 2/3 meses. Ele fala da situação como se fosse a primeira vez, repete as palavras, as frases e passam 20m. "Epahhh o meu avô dizia nestes casos -  vira o disco e toca a mesma" E ele estava a repetir a mesma história pela 4ª, 5ª ou 6ª vez - sei lá. E a verdade é que eu já não estou com disposição para ouvir o mesmo outra vez. Na próxima vez que existir contacto, faço logo triagem após 2m e acho que a rede vai cair.

Terminou o telefonema para eu  ir à internet ver o que significa "almas gémeas" que é algo mais forte que o amor mimimreplimpimpim.  
 R: tu já explicaste no outro dias...                                                                                                          

Ele deixou de viver à espera que uma relação do passado regresse e a outra pessoa segue a vida como quer e deve ser.

Kármico ? Larga essa vida sóce !!!

Objectivo

-Ignorância
-Apego
-Raiva

Quando conseguir minimizar estas áreas vou conseguir chegar perto de Nirvana.
Até lá vou continuar a tentar.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Balão furado



Necessidade de um documento com os conteúdos programáticos de uma cadeira do curso. Uma fotocópia certificada serve.
 -Olá C. por acaso não tens ? Não tenho, mas um nosso ex-colega, o Matunbino deve ter, ele era um gajo todo atinadinho e guardava tudo.

- Olá tudo bem ? Como estás ? Sou o B.
-Olá B. como está ? (mas este gajo está armado em doutor comigo ?)
-Preciso disto e aquilo, a C. diz que tens e podes até certificar a fotocópia porque entraste para a Ordem.
-Sim, posso, mas como sabe, existem custos inerentes "perlimpimpim, perlimpimpim gatos pretos" (uiiii bem, vou dançar a música que queres).
-Ok, isso não é problema, eu pago os seus honorários sem problema pela prestação do seu serviço.
- Blá blá blá blá....
- Blá blá blá blá....
- Eu faço já a transferência online e a entidade bancária envia-lhe um comprovativo de transferência. Cordiais cumprimentos.

-C. ? mas o Matunbino está a viver em alguma nuvem no céu ? Cheio de cordialidades e formalidades a falar comigo.                                                                                                                                     -Ohhh ele sempre foi um bocado assim não te lembras ?                                                                 -Uma vaga ideia. Mas achei parvo ele ter aquela postura armado com salamaleques e a falar vocabulário jurídico numa conversa corrente.
                                                                               
Deixa lá colocar o nome dele no google para perceber em que nuvem ele mora. 
No Linkedin informa que está no carrocel de empregos. Compreendi o motivo da necessidade em ficar em pontas de ballet. 
Não era necessário !

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Baptizado

"A tradição ainda é o que era."
Baptismo na minha igreja.



 

sábado, 17 de setembro de 2016

Viagem



Circulo sem noção do caminho que estou a efectuar, circulo sem noção do tempo que já passou e quando desperto é quando percebi que procuro lugar para estacionar e cheguei ao destino após muitos e vastos kms percorridos.
Chego até à foz do Ubis Homo, íbis societas porque faz parte ao andar aqui no mundo.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Jardim de plantas.

Algumas amizades são plantadas, surgem, são regadas e depois florescem.
São regadas, mantém-se verdes e coloridas por um tempo não quantificado.
 Por falta de água as folhas começam a ficar amareladas - com o tempo as daninhas apropriam-se da amizade que em tempos era fresca e saudável.
Mais uma planta que secou.
 Fico triste, mas perante a falta de água, é impreterível racionalizar os consumos e canalizar a água para as plantas do amor.

É assim o meu jardim e penso que muitos outros jardins sejam assim.

domingo, 4 de setembro de 2016

16 Anos (obrigado !)

"Às vezes és bruto
Rezingão, tosco, inculto
Um insensível, um ingrato, um ruim

Rude e casmurro
És teimoso como um burro

Mas, no fundo, és perfeito para mim

Ás vezes, também, eu tenho o meu feitio
E sei que levo tudo à minha frente

E por essas e por outras
Quase que nem damos conta
Das vezes que
Amuados
No sofá refastelados
Repartimos a manta sem incidentes

Às vezes és parvo
Gabarola, mal-criado
É preciso muita pachorra para ti!

Cromo, chico-esperto
Preguiçoso e incerto

Mas, é certo, que és perfeito para mim

Às vezes, também, sou curta de pavio
E respondo sempre a tudo muito a quente

E por essas e por outras
Quase que nem damos conta
Das vezes que
Amuados
No sofá refastelados
Repartimos a manta sem incidentes

Às vezes, concedo
Que admiro em segredo
Tudo aquilo que não cantei sobre ti
Mas o que em ti me fascina
Dava uma outra cantiga
Que teria uma três horas pra aí

Às vezes, também, sou dada ao desvario
Mas vem e passa tudo no repente

E por essas e por outras
Quase que nem damos conta
Das vezes que
Amuados
No sofá refastelados
Com os pés entrelaçados
E narizes encostados
Já os dois bem enrolados
Brutalmente apaixonados
Repartimos a manta sem incidentes"

sábado, 3 de setembro de 2016

40º fora de casa

Tenho uma mata junto à casa - há dois meses, fui pedir à GNR para identificar o proprietário e notificar para cortar o mato no terreno baldio que está ao dispor de qualquer incêndio.
Por mero acaso e para felicidade de quem aqui mora, ainda não ocorreu nada até ao momento.
A palavra prevenção anda por todo o lado.
Tenho uma vaga ideia que isto de investir na prevenção de incêndios não compensa a muita gente.
Meios aéreos com os inerentes na logística custam largas dezenas de milhões anualmente.






quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Caminhada na cidade



Consigo ver a cidade a circular de uma forma que não estou habituado.
Uma caminhada em que consigo estar totalmente atento, perceber que as pessoas são todas iguais. Todas buscam o seu bem estar e quando apanhamos diálogos ao passar, a utilização de expressões banais estão presentes em todo o lado.
"vai-se indo" ; "um dia de cada vez" "aquele cabrão ficou com o dinheiro"; "sem esforço ninguém consegue as coisas" e muitas outras que foram oferecidas quando dei a caminhada desperto para o que está à nossa volta.

Nesta caminhada, estava com sentido em perceber o que a cidade necessita de negócio. Algo em que eu pudesse criar o meu emprego, proporcionar o meu próprio trabalho ia ser proveitoso para gerir todo o meu tempo, sem que tenha uma entidade patronal a definir os objectivos, conseguir ter uma vida ao meu gosto.

Sim, é verdade que viver em Portugal é conhecer o paraíso, viver em Portugal é ter condições de vida que grande parte do globo não tem. mas também é verdade que quando começamos a ganhar 10, queremos ganhar 15 e depois 20. Temos uma casa X e queremos chegar à casa Y. Temos o carro T. depois o S e depois chegar a ter um V.
Nunca estamos com as metas alcançadas e consequentemente surge a insatisfação.